Skip to main content

Campinas é mais conectada do que 13 estados do país

Mais uma marca de respeito para Campinas. Dados divulgados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), mostram que de janeiro de 2015 até janeiro de 2017, o índice de acessos à rede mundial de computadores em Campinas cresceu mais que as médias estadual e nacional.

Isso significa que tem mais gente conectada em Campinas do que, por exemplo, em estados como Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul e Pará. Em 2015, havia 305.525 acessos à web no município. Em janeiro deste ano, segundo a Anatel, 342.141 pontos de banda larga na cidade podiam conectar usuários via computadores pessoais, TVs ou smartphones.

Matéria publicada na edição deste dia 2 de março, pelo Correio Popular, mostra que a cidade também tem mais pontos ou contratos válidos de conexão de banda larga fixa, em números absolutos, do que 13 estados do País.

O número de acessos em Campinas nesses dois anos cresceu 11,9%, enquanto a média estadual subiu apenas 7,8% e nacional, 10,8% no mesmo período.

Atualmente, a cidade dispõe de pontos de internet livre no Centro de Convivência Cultural Carlos Gomes, o Paço e Biblioteca municipais, Conjunto Habitacional Casas do Parque, que integra o Programa Minha Casa Minha Vida, na região do Vida Nova, Parque Portugal (Lagoa do Taquaral), o Terminal Rodoviário Ramos de Azevedo e a Praça Bento Quirino.

CIDADE INTELIGENTE – Segundo o presidente da Informática de Municípios Associados (IMA), Fernando Garnero, o projeto de Cidade Inteligente está sendo adequado para implementação e financiamento no município. Ele disse ao Correio Popular que existe a necessidade prioritária e o desejo de ampliar o projeto de wi-fi gratuito na cidade o mais rápido possível.

Na reportagem, Garnero também conta que a IMA busca financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), na ordem de US$ 80 milhões, e outro dentro do governo federal, de R$ 60 milhões a R$ 70 milhões, para que Campinas possa experimentar no prazo de dois a, no máximo, três anos, todo o conceito de fato de cidade inteligente (com conectividade em áreas como mobilidade, saúde e transparência).

O diretor-presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis, Angelo Frias Neto, ressalta mais esse diferencial da cidade e acredita que esse caminhar para o conceito pleno de cidade inteligente, com ampla conectividade, está totalmente alinhado com as características da de Campinas, de polo de desenvolvimento tecnológico.

“Todos serão beneficiados: as empresas que investem e atuam de maneira forte no ambiente digital, caso da Frias Neto, e a população, que terá uma experiência cada vez melhor nos acessos à informação e comunicação, o que certamente favorecerá o surgimento de novos talentos, novos empreendedores e empresas, gerando riqueza e renda para a cidade de Campinas”, avalia.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: