Skip to main content

Claudio Bernardes assume a presidência do Secovi-SP

Secovi-SP

Posse solene da diretoria eleita para o biênio 2012/2014 aconteceu em cerimônia na noite de segunda-feira, 13/2

A nova diretoria do Secovi-SP, liderada por Claudio Bernardes e eleita para o biênio 2012/2014, tomou posse na noite de segunda-feira, 13/2, em solenidade realizada no Clube Atlético Monte Líbano, com a presença de 1.200 convidados, entre autoridades públicas das esferas federal, estadual e municipal, representantes de entidades de classe, familiares e convidados.

Claudio Bernardes substitui João Crestana, que presidiu o Secovi-SP por dois mandatos consecutivos. “Dar continuidade ao brilhante trabalho realizado por Crestana e seus antecessores na presidência do Sindicato é tarefa extremamente difícil, mas que me impulsiona, me motiva e me leva adiante para alcançar os objetivos de tornar o mercado imobiliário mais forte, mais estável, melhor estruturado e menos imprevisível”, disse.

Em seu discurso, referiu-se à diretoria que tomou posse como “uma extraordinária equipe, uma verdadeira seleção de talentos”, composta por alguns dos mais importantes e competentes atores do mercado – o que, segundo ele, aumenta as expectativas e também a responsabilidade do grupo para a tarefa que têm pela frente.

O presidente afirmou que, dentre os objetivos das diversas áreas do Sindicato, pelo menos um é comum a todos: estruturar um mercado imobiliário capaz de funcionar de forma pujante, sem sobressaltos, com continuidade, constante aperfeiçoamento e previsibilidade. “Temos de nos esforçar para que o setor navegue tranquilamente, em velocidade de cruzeiro.”

Falou sobre o crescimento das cidades e o fenômeno que está fazendo desaparecer os limites municipais, criando uma nova dimensão territorial, as megametrópoles. E ressaltou a necessidade de repensar a maneira de definir e operar as cidades, adotando novos modelos de ocupação urbana com sustentabilidade. Bernardes falou ainda do cenário econômico e da importância da indústria imobiliária para o desenvolvimento do País. Confira abaixo a íntegra do discurso.

Destaque ao conhecimento

“Claudio Bernardes tem conhecimento da cidade, de mercado e da economia, e mostra que está preparado para o cargo que assume”, disse o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, acrescentando que a parceria com o setor “é muito bem-vinda, para que possamos dar continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido”.

O presidente da Câmara Federal, Marco Maia, também elogiou a análise completa do mercado e da economia feita pelo dirigente. Disse que o discurso o levou a pensar que o cidadão tem sonhos e, para conquistar algo, precisa de saúde, emprego e um lugar para viver com a família. A habitação, portanto, faz parte dos três pilares fundamentais para que ele possa viver bem, com qualidade e dignidade.

“Vivemos um momento de aquecimento do mercado, que depende de equilíbrio para crescer de forma sustentável a fim de gerar empregos e habitação para a população. A Câmara dos Deputados vai contribuir com o que estiver ao seu alcance para que esse crescimento seja sólido, perene”, enfatizou. “Não será por falta de leis, de regulamentação que o setor vai deixar de crescer. Esse é o compromisso da presidência da Câmara”, concluiu.

“Hoje é dia de troca de bastão, numa corrida de revezamento”, afirmou o governador Geraldo Alckmin, enaltecendo o trabalho realizado por João Crestana, “que agora passa a bola para outro craque”. O discurso de Claudio Bernardes, segundo ele, mostra o desafio que a nova diretoria tem, mas também as possibilidades oferecidas nas regiões metropolitanas de São Paulo, Baixada Santista, Campinas, São José dos Campos, Sorocaba, dentre outras. “O Secovi-SP terá papel fundamental na construção de cidades com qualidade de vida. E também na produção de moradias para a população que ganha um, dois ou três salários mínimos.”

Alckmin lembrou o convênio recentemente firmado com o governo federal para complementação de subsídios a essa faixa de renda, a fim de viabilizar o programa Minha Casa, Minha Vida no Estado. “Serão destinados R$ 20 mil a mais por unidade, a título de subsídio. Investiremos R$ 2 bilhões para complementar o financiamento de 100 mil unidades. Assim, vamos avançar com o programa Casa Paulista”, relatou o governador, agradecendo a colaboração de João Crestana e oferecendo apoio a Claudio Bernardes nos trabalhos desenvolvidos em benefício da sociedade.

Na transmissão do cargo para Bernardes, Crestana limitou-se a agradecer o apoio recebido da família, da diretoria, dos amigos e funcionários do Secovi durante os seus quatro anos de gestão. O dirigente não fez nenhum comentário sobre o mercado imobiliário e concluiu: “Hoje é dia de ouvir, não de falar”.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: