Skip to main content

Tovap, tema do novo livro de Edo Rocha

Para o arquiteto Edo Rocha, tanto a arquitetura como o design envolvem outros sentidos, entre eles o sexto, a somatória de todos os outros como define, um sentido que ele chama de Tovap (tato, olfato, visão, audição, paladar). “É esse conjunto que faz com que sejamos uma pessoa. A partir do momento em que todos os sentidos estão juntos, nos relacionamos com os objetos, com a arquitetura”, avalia.

O universo que se abre a partir desse sexto sentido e de sentidos mais complexos é tema do seu novo livro, “O Conforto na Arquitetura e no Design”, que foi lançado no dia 17 de outubro, no Trio One, em São Paulo. Destrinchar o conceito de Tovap é a base da obra, que se abre para outros olhares do arquiteto

Rocha diz que ainda temos o sétimo sentido, que normalmente se manifesta quando entramos em uma estrutura arquitetônica. Podemos nem ter a consciência desse sentido, mas ele vem à tona quando nos lembramos da emoção que um lugar ofereceu – como o recinto de um show – do conforto, que nos liga à satisfação, gosto e sensibilidade.

“Em todas as construções e projetos, o Tovap e a percepção do espaço são os itens primordiais para uma boa arquitetura, design ou urbanismo”, avalia. “No livro demonstro como estas percepções ocorrem e vou construindo um pensamento da evolução do conforto”, explica.

Para o arquiteto e urbanista – responsável por projetos como o retrofit do estádio Allianz Parque e os edifícios da Vivo e da TV Globo em SP – o conceito de confortável depende de sensibilidade, gosto, culturas, biótipo, entre outros fatores.

“Minha forma de projetar é feita pensando nas pessoas e no seu bem-estar. Para mim, a arquitetura é a integração do homem com a tecnologia de forma criativa e sustentável. Lugares onde se possa viver com prazer e praticidade, que ofereçam às pessoas bom isolamento acústico, que sejam esteticamente bem resolvidos e estimulem o convívio social.”

Edo Rocha é referência internacional no que faz com perfeição. São mais de 970 projetos assinados e 15 milhões de m² projetados. Seus principais valores são: a sustentabilidade, a reciclagem da arquitetura – o retrofit – e a inovação.

Diplomado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, em 1973, o autor é diretor-presidente da empresa Edo Rocha Arquiteturas, fundada em 1974 e com mais de 40 anos de experiência no planejamento e na arquitetura de edificações, espaços interiores, urbanismo, aeroportos, shopping centers, arenas esportivas, estádios, entre outros.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: