Skip to main content

7 dicas para uma casa mais segura na “melhor idade”

Balanço realizado pela Secretaria de Estado da Saúde fala dos riscos das quedas entre idosos e do fato de a maior parte delas ocorrer dentro de casa – cerca de 70% dos casos. A principal e mais grave consequência das quedas são as fraturas, que geram declínio funcional, risco de novas quedas, depressão e até aumento da mortalidade.

A Frias Neto Consultoria de Imóveis reuniu algumas dicas que podem ajudar a tornar as casas mais seguras.

Banheiro

1

O banheiro é um local onde se cai muito. Às vezes fica difícil trocar o piso. Por isso, uma opção é usar tapetes de borracha especiais que grudam realmente no chão. As barras são importantes para evitar que as pessoas usem alternativas de apoio, como a torneira, que podem agravar a queda. Ainda no banheiro, é fundamental que o vaso sanitário seja elevado e tenha barras laterais ou apoio para os braços. Hoje, é possível encontrar assentos removíveis em casas de materiais cirúrgicos: causam menos impacto visual e permitem que o banheiro seja usado também por quem dispensa a adaptação. A iluminação reforçada no local é fundamental.

Corredor

2

Um dos lugares mais perigosos de uma casa é o caminho do quarto para o banheiro. E isso tem muito a ver com a iluminação, que precisa ser acessível. Ou se deixa uma luz permanentemente acesa ou algo que não é preciso procurar muito, como os abajures que acendem com um toque. Uma regra que vale para a casa toda é especialmente importante neste trajeto: o caminho tem que estar sempre completamente livre.

Obstáculos

3

O tapetinho é o grande vilão. Mas também tacos soltos, carpetes com sobras e dobras, fio de telefone, brinquedos, móveis baixos e com pontas, animais de estimação pequenos, tudo isso é um prato cheio para quem tem um andar mais arrastado ou dificuldades para enxergar sofrer um acidente.

Escadas

4

As escadas são um ponto crítico. O pior tipo é a escada tradicional de sobrado, com janela no topo e iluminação frontal. A luz bate de frente e quem olha para baixo não vê o degrau. Carpete e passadeiras devem ser eliminados das escadas e é bom que exista uma sinalização de cor contrastante na ponta do degrau. O corrimão deve ser firme, ficar dos dois lados, começar antes da escada e terminar um pouco depois.

No quarto

5

É importante ter o interruptor de luz ou um abajur ao lado da cama, para a pessoa não levantar no escuro. Evite camas muito baixas e colchões muito macios. Você poderá ter dificuldade para levantar ou deitar. Prefira cadeiras e poltronas com apoios de braço laterais e com altura adequada para sentar e levantar.

Cozinha e área de serviço

6

Não utilize armários muito altos que necessitem de bancos ou escadas para alcançar os objetos e permitem instabilidade. As quedas são comuns nesses casos.

7-

O que mais pode ajudar

7

Home Care em locais de fácil acesso para ligar em casos de emergência. Dispositivos de alarme instalados junto ao corpo ou próximo do idoso para facilitar o acesso à busca de ajuda, se ele costuma ficar sozinho.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: