Skip to main content

Caixa contrata R$ 1,75 bi em crédito

caixa

 

A Superintendência Regional Piracicaba da Caixa Econômica Federal, que abrange 47 municípios do interior, contratou R$ 1,75 bi em crédito habitacional, até 27 de setembro. Esse total é 50% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando foram financiados R$ 1,17 bi. Houve um incremento de 67% nos contratos assinados, passando de 22.814 contratos de janeiro a setembro deste ano, contra 13.651 no mesmo período do ano passado. No Estado, a Caixa contratou R$ 25,5 bilhões em crédito imobiliário e, no Brasil, 100,1 bilhões.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário, Milton Costa, disse que esse resultado demonstra a saúde da cadeia produtiva da construção civil. Segundo ele, a economia brasileira, em alguns setores, vive momento de crise, mas a construção civil tem mantido a geração de empregos e, com isso, alavanca outros setores, como alimentação e vestuário.

Outro aspecto positivo citado por Costa é que o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) financia as construções. Isso decorre do fato de o trabalhador buscar a formalização principalmente em Piracicaba.

Já a idade dos tomadores de empréstimo tem decrescido nos últimos anos. O total da carteira tem 44% dos clientes com menos de 35 anos de idade, enquanto, nos contratos assinados exclusivamente em 2013, esse percentual é de 57%. Segundo Costa, os jovens são responsáveis e buscam constituir famílias mais cedo, e, assim, injetam mais dinheiro na economia.

Presidente da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba) e diretor do Secovi (Sindicato da Habitação), Angelo Frias Neto considerou muito positivo o aumento da concessão do crédito imobiliário, pois contribui para melhorias da condição de vida das pessoas, que passam a morar em habitações confortáveis. E demonstra o vigor do crescimento da economia na região. Esse bom desempenho do setor também aumenta as vendas no comércio. As empresas que se instalam na cidade também elevam a renda do trabalhador.

“O desempenho da Caixa facilita o acesso da população ao crédito imobiliário, que, no passado, era mais complexo e caro. Hoje, os juros têm custo menor”, disse o diretor do Secovi. Ajuda também o fato de a taxa de desemprego estar muito baixa, o que contribui para que mais pessoas adquiram imóveis. O setor da construção está muito aquecida, o que gera negócio. Muitos lançamentos devem ser feitos até o final do ano. Frias Neto acredita que a instalação da Mercedes-Benz em Piracicaba também beneficiará Piracicaba.

Fonte: Jornal de Piracicaba

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: