Skip to main content

Marca Mercedes anuncia unidade em Iracemápolis e Piracicaba deve ter reflexos econômicos

mercedes

 

A Mercedes-Benz anunciou esta semana que irá instalar em Iracemápolis (a cerca de 30 quilômetros de Piracicaba) uma nova fábrica da marca. Lideranças empresariais de Piracicaba ressaltam que o investimento trará reflexos econômicos para o município. Angelo Frias Neto, presidente da Associação Comercial e Industrial de Piracicaba (Acipi), destaca a importância da iniciativa. “Iracemápolis é uma cidade muito pequena e, até pela localização próxima à nossa cidade, o novo empreendimento atrairá pessoas para cá, gerando reflexos para nossa economia”.

Para o presidente da Acipi, a chegada de um empreendimento de tal porte em uma cidade vizinha também pode render oportunidades de negócio e empresários locais. “Existe também a demanda por fornecedores de serviços e matéria-prima, que pode ser encontrada na nossa cidade”, avalia. “Por isso, acreditamos que esse novo empreendimento trará importantes reflexos”.

Piracicaba já conta com o seu Parque Automotivo, liderado pela Hyundai e seus nove fornecedores, em funcionamento desde o final do ano passado. Com a chegada da Mercedes a Iracemápolis, a microrregião se consolida como um polo importante de produção de automóveis, reforçando o desenvolvimento e a diversificação do parque industrial.

O CEO da empresa, Andreas Renschler, disse que a nova fábrica será focada em veículos de passeio do segmento premium. Segundo o executivo, a nova fábrica produzirá inicialmente o modelo Classe C e, futuramente, o modelo GLA, lançado no último Salão do Automóvel. A Mercedes estima que o investimento, de cerca de R$ 500 milhões, deverá gerar cerca de mil empregos diretos a partir de 2016 e 20 mil veículos por ano. A Mercedes tem hoje no Brasil duas fábricas do segmento de caminhões: uma em São Bernardo do Campo (SP) e outra em Juiz de Fora (MG). A perspectiva é entrar no ramo de carros de luxo, que hoje comercializa cerca de 30 mil carros ao ano, e chegar a somar a marca de 100 mil unidades vendidas em 2016 e 2017. “Concordamos com a presidente que o mercado automobilístico no Brasil é muito promissor”, disse Renschler. “As perspectivas de longo prazo são positivas e nos motivaram a fazer esse investimento”.

Para o governador Geraldo Alckimin, o anúncio da nova fábrica em Iracemápolis significa uma perspectiva de avanço tecnológico e a geração de milhares de empregos diretos e indiretos. “A Mercedes-Benz é uma gigante da indústria automobilística internacional, que tem a marca forte da qualidade e da inovação. A construção de mais uma fábrica aqui comprova que a excelência do capital humano e da infraestrutura paulista fazem toda a diferença para quem vem investir no Brasil, bem como o excelente trabalho de apoio da agência Investe São Paulo”, afirmou o governador.

O investimento foi disputado por estados como Minas Gerais, Santa Catarina e Rio de Janeiro. “Atendemos a empresa desde o início do ano. Nossa equipe avaliou 21 cidades, tanto em aspectos ambientais quanto de infraestrutura, e visitou, junto com membros da empresa, oito municípios”, explicou o presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida. O ministro Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, comemorou o anúncio e disse que o nicho de “alta tecnologia” da indústria automobilística interessa ao País. Antes da Mercedes, Audi e BMW já haviam anunciado investimentos. “É um investimento importante, é uma geração de empregos substantiva”, disse o ministro.

Fonte: Gazeta de Piracicaba

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: