Skip to main content

Frias Neto participa de encontro com ministro da Indústria e Comércio

Rodrigo Garcia, secretário da Habitação do Estado de São Paulo, Angelo Frias Neto e o ministro Marcos Pereira (foto: Calão Jorge)

O diretor-presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis e diretor estadual do Secovi, Angelo Frias Neto, participou esta semana do encontro com o titular do MDIC (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços), Marcos Pereira, realizado no Secovi São Paulo (Sindicato Patronal da Habitação), dentro do programa “Política Olho no Olho” (ONO).

Frias Neto relatou que, ao falar a diretores e empresários do setor imobiliário, o ministro Pereira comemorou a estimativa de a balança comercial deste ano fechar entre US$ 50 bilhões e US$ 60 bilhões, e demonstrou otimismo em relação ao futuro do País, falando inclusive em retomada, numa referência ao ambiente econômico.

“Marcos Pereira citou os esforços do MDIC na concretização de acordos bilaterais, com o propósito de ampliar a integração do Brasil ao mundo. Entre os parceiros, estão Estados Unidos, México, Chile e Peru. Outras tratativas em andamento são com União Europeia, Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA) e Índia, entre outros, em conjunto com o Mercosul”, disse Frias Neto.

O ministro fez menção à tendência de crescimento do PIB neste ano e à importância das reformas da Previdência, Tributária, Trabalhista e Política. Destacou a necessidade de modernização das relações trabalhistas, o que trará previsibilidade e segurança jurídica para as empresas, e da urgência na Reforma Previdenciária, que proporcionará redução no gasto público.

Para Angelo Frias Neto, o discurso otimista do ministro da Indústria e Comércio chega como um grande estímulo para o empresariado, inclusive do setor imobiliário, que espera ansiosamente pela retomada do movimento econômico no país e está preparado para atender as demandas decorrentes da tão esperada virada.

DESBUROCRATIZAR – No encontro do Secovi, Pereira falou de outras ações práticas que vêm sendo adotadas pelo Ministério, com foco para a desburocratização.

Citou a criação do Portal Único do Comércio Exterior, que reduziu o custo das exportações e importações das pequenas e médias empresas em 40%. Falou do lançamento do Re-Simples, que se dará em parceria com o governo do Estado de São Paulo, a prefeitura paulistana, e o município do Rio de Janeiro, para reduzir o tempo de abertura de uma empresa nessas cidades de 117 para seis dias.

Também informou que o MDIC irá realizar a integração do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) com o Brasil Mais Produtivo (BMP), com um projeto piloto que começa no Estado de São Paulo.

(Com dados da Assessoria de Comunicação do Secovi-SP)

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: