Skip to main content

Mercado exigente

Fonte: Gazeta de Piracicaba

Corretor de imóveis – Profissional especialista na área, 52 anos de profissão, faladas exigências do mercado imobiliário

Eduardo Coelho fez palestra sobre o mercado imobiliário

“As oportunidades chegam e vão. É necessário que os corretores de imóveis estejam Preparados para tirar todo proveito possível deste momento propício”.

A afirmação é de Eduardo Coelho Pinto de Almeida, um dos maiores especialistas na área do país, 75 anos de idade e 52 de profissão. Ele diz que se tornou Corretor de imóveis por questões sentimentais e já treinou mais de 5.000 profissionais.

Para comemorar o Dia do Correto de Imóveis, 27 de agosto, Coelho esteve ontem em Piracicaba, a convite da Frias Neto Consultoria de Imóveis, para falar sobre o tema” Corretagem Moderna e Eficiente”. Ele fez uma análise complexa do mercado de trabalho desse profissional e do mercado imobiliário.

Há 19 anos Coelho atua na Cyrela Brazil Realty como diretor, cargo que acumula como de sócio-diretor da Consult Imóveis,empresa especializada em consultoria imobiliária.Entre os Períodos que atuou como corretor e aqueles nos quais exerceu funções de comando nas empresas, foi responsável pelas negociações envolvendo 4.000 imóveis, vendidos ou locados. Antes da palestra na Frias Neto, ele falou sobre a profissão e o profissional.Acompanhe a entrevista.

Vivemos um período de aquecimento no mercado imobiliário, atrativo para investimentos. Qual é o principal desafio do setor?

Coelho – As oportunidades chegam e vão. É necessário que os profissionais deste mercado estejam preparados para tirar todo proveito possível deste momento propício. Em nossa região, pobre do agricultor que não estiver com a terra preparada para plantio quando chegar o mês de setembro. Se não plantar nesta época, até novembro terá perdido a oportunidade de colher boa safra. O mesmo ocorrerá com o profissional imobiliário que não estiver preparado para colher os frutos de uma época rara, uma das melhores em muitos e muitos anos.

Qual é o perfil de corretor de imóveis que o mercado busca para atender esse aquecimento e uma clientela mais exigente?

Coelho – É o corretor que não se limita a vender. É o consultor, que conhece profundamente sua profissão, muito mais do que o cliente possa conhecer e, desta forma, se torna um auxiliar de muito valor para o cliente, pois tem condições de escolher para ele o melhor negócio possível dentre as possíveis ofertas existentes.

Como o sr. avalia o crescente interesse pela profissão? O que é preciso para ser corretor?

Coelho – O próprio mercado, tão ativo, atrai novos corretores.  É necessário que o novo corretor, que na grande maioria das vezes vem de outras profissões, encare a nova profissão como tendo a mesma necessidade de aprendizado de qualquer outra profissão.  Todos sabem que precisamos de seis anos de estudo para formar um médico, mas pensam que para ser corretor é diferente. É diferente talvez no tempo de duração do aprendizado, porque aproveita, em alguns casos, experiências de outras profissões. Por exemplo, se ele vem de uma área onde aprendeu a lidar com pessoas, ele já tem uma parte do caminho percorrido, embora precise aprender uma série de outras coisas. Em resumo: o candidato precisa saber que tem que estudar e aprender.

Os grandes centros já sofrem com a falta de corretores de imóveis qualificados para atender as demandas. Como é possível contornar esse apagão de mão de obra no setor?

Coelho – A formação de profissionais sempre demanda tempo. O que se pode fazer para contemporizar é pegar pessoas novas, sem experiência e sem registro no Creci, matriculá-las em um curso de formação de corretores, pegar a carteira de estagiário e fornecer treinamento na própria empresa, na forma mais concentrada. No tempo em que fui diretor da Clineu Rocha e da Lopes Consultoria de Imóveis, aos corretores novos eu ministrava um treinamento de 80 horas, das 8h ao meio-dia, de segunda a sexta-feira, durante um mês.

Existe receita para manter uma equipe coesa e motivada? É importante para um profissional com a sua experiência interagir com uma equipe do porte da Frias Neto Consultoria de Imóveis?

Coelho – Penso que a receita é um bom trabalho de relações profissionais, lembrando que o chefe já morreu, o que existe é o líder. Além disso, é importante um bom ambiente de trabalho, onde o ser humano seja sempre respeitado e o corretor sinta que na empresa ele tem oportunidade de aprender, vender e fazer carreira. Para nossa empresa, que presta serviços em treinamento de equipes e na organização de empresas imobiliárias, é importantíssimo contar em sua relação de clientes com firmas grandes e bem organizadas como a Frias Neto.

Que orientação o sr. costuma dar para o profissional que  está na área e para o jovem que se candidata à carreira?

Coelho – Para todos: Estude! Estude! Estude!   Napoleon Hill, em seu famoso livro A Lei do Triunfo, disse: “O homem que pára de aprender está velho, tenha 20 ou 80 anos.”

Em sua opinião, qual é a chave do sucesso na comercialização de imóveis?

Coelho – Capacidade, honestidade, interesse pelo cliente e muito trabalho.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: