Skip to main content

Projeções para a venda de imóveis em 2014 são animadoras; segundo o Secovi, setor deve crescer até 10% este ano

Imagem

Por Flávia Santucci | Jornal de Piracicaba

A venda de imóveis em Piracicaba cresceu acima de 30% ano passado e as projeções para 2014 são animadoras. A expectativa, segundo o Secovi (Sindicato de Habitação), é que o ano termine com crescimento de até 10% no setor. Nem a Copa do Mundo, que vai ser realizada no Brasil, pode atrapalhar as transações no mercado imobiliário. A afirmação é do empresário Angelo Frias Neto, diretor-presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis.

Segundo ele, apesar de 2014 ser um ano complicado para avaliações (além da Copa, é ano de eleição presidencial), o piracicabano pode se preparar para ótimas surpresas.

″A quantidade de transações efetuadas o ano passado em lançamentos, vendas de produtos e locação prova que o setor está aquecido. As vendas cresceram acima de 30% em 2013 e a procura continua alta. Na locação, temos constatado também um movimento maior que 12 meses atrás. Além disso, nos quatro últimos anos, a procura de imóveis comerciais e industriais vem crescendo ano a ano e com indicações que deve continuar a crescer, muito em função do desenvolvimento da cidade″, afirmou Frias Neto.

Ele destaca que a atratividade da cidade é um dos pré-requisitos para lançamentos imobiliários e perspectiva é que este crescimento se mantenha. ″Piracicaba já tem empreendimentos de perfil inovador e esta é a tendência.″

Ainda segundo Frias Neto, o ano de 2014 promete mais empreendimentos na cidade, mas é necessário pensar que o perfil dos clientes está mudando e exigindo projetos mais atuais.

″Muitos empreendimentos em desenvolvimento vêm preencher necessidades não atendidas na cidade. Outros ainda trazem soluções inovadoras para os diversos nichos de mercado, inclusive para o novo tipo de comprador. Há regiões da cidade que têm muita carência de imóveis novos e parte dessa demanda será atendida em 2014. O mercado está aquecido e acredito que continua por mais cinco a oito anos. O ano de 2013 foi muito bom para o setor, tendo um crescimento considerável em nossa cidade″, apontou.

Para o economista Francisco Crocomo, é importante que a cidade se desenvolva, mas novos empreendimentos exigem atenção da prefeitura para que Piracicaba continue crescendo ordenadamente.

″É urgente a implementação de limitações para que a cidade cresça de forma ordenada e continue sendo uma cidade ótima para se viver. Mas a administração municipal está levando em conta em seu Plano Diretor os cuidados para que não ocorra um superadensamento de prédios e apartamentos em determinados bairros da cidade, o que, com certeza, prejudica os serviços públicos, como abastecimento de água, energia, a própria circulação de veículos, dentre outros problemas ambientais.

Crocomo ainda ressalta que depois de Piracicaba ter experimentado alta no preço dos imóveis nos últimos anos, é hora da estabilização. ″O preço dos imóveis tem crescido muito. O que pode ser esperado é alguma acomodação nos preços, pois a oferta de imóveis tem crescido bastante. Entendo que a demanda deva ter uma certa estabilidade.″

Por outro lado, Frias Neto destaca que a vinda de novas empresas para a região e a ampliação das aqui já instaladas tem atraído mais pessoas à cidade. ″Eles vêm para cá para morar e investir em imóveis.″

ANO BOM – Para Angelo Frias Neto, os eventos programados para esse ano podem criar um ambiente diferente no mercado imobiliário, mas ainda assim, as expectativas são boas.

″Se por um lado a Copa poderá causar certa diminuição nos negócios, o fato de termos eleições provavelmente fará com que o governo se empenhe para que a economia seja dinamizada. Contudo, nossa cidade vive um momento de grande desenvolvimento econômico impulsionado pela vinda de novas empresas e expansão das existentes, além de atração de muitos novos moradores qualificados. Acredito que o mercado imobiliário continua dinâmico, sem aumentos de valor muito grande, no mínimo acompanhando a inflação, além da valorização de alguns lugares pelo progresso local.″

Jornal de Piracicaba | 09.02.2014

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: