Skip to main content

Saque do FGTS para pagar casa própria é o maior dos últimos 5 anos

Fonte: EPTV

O valor dos saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a compra da casa própria nos oito primeiros meses de 2011 é o maior dos últimos cinco anosem Piracicaba. Foram R$ 21,8 milhões resgatados entre janeiro e agosto deste ano, segundo a Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal (CEF), operadora do recurso. A valorização dos imóveis na cidade é uma das responsáveis pelo crescimento do montante.

Outro fator responsável pelo aumento do valor resgatado é a facilidade para o financiamento imobiliário nos últimos anos, segundo a CEF. O valor é maior, inclusive, que o registrado no ano passado no mesmo período, de R$ 20,3 milhões. Na época, houve pico do número de saques de recursos, de 4.022, contra os 3.630 saques realizados no mesmo período de 2011. Mesmo com 392 retiradas a menos neste ano, o montante em valores resgatado foi maior que o de 2010.

Segundo Carlos Henrique Almeida Custódio, superintendente regional da CEF, além da valorização imobiliária de um ano para outro, outro fator que ajudou no crescimento do valor foi o aumento significativo de cartas contempladas em consórcios imobiliários que utilizaram o FGTS para fazer o pagamento do lance ou da quitação da modalidade. “O valor de resgate acaba acompanhando o aquecimento do mercado imobiliário, como ocorre em todo país.”

O aquecimento da economia local e do mercado imobiliário, aliado ao aumento de renda da população, são outras explicações para o aumento do valor do fundo no período. O diretor da regional do Sindicato da Habitação (Secovi), Angelo Frias Neto, afirma que a valorização dos imóveis na cidade teve início há seis anos em Piracicaba. “O valor dos imóveis aumentou de 20% a 25% ao ano na cidade devido à vinda de novas empresas e do desenvolvimento da economia local.”

Quantidade

A quantidade de saques do FGTS cresceu entre janeiro e agosto deste ano. O aumento foi de 58% em Piracicaba nos primeiros oito meses do ano em relação ao mesmo período de 2008. Há três anos, foram 2.291 saques de janeiro a agosto, contra 3.630 no mesmo período de 2011. O aquecimento do mercado imobiliário e do programa federal Minha Casa, Minha Vida, iniciado em 2009, contribuíram para o crescimento do resgate financeiro.

Ainda de acordo com Custódio, o crescimento dos saques de FGTS é semelhante ao que vem ocorrendo em outras modalidades de crédito. “Em Piracicaba, no mesmo período, de janeiro a agosto, comparando os anos de 2008 e2011”, houve crescimento de 251% do crédito mobiliário total, que inclui retiradas de poupança e subsídio do Minha Casa, Minha Vida”, afirmou o superintendente.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: