Skip to main content

‘Setor imobiliário é um porto seguro’

O desempenho do mercado imobiliário é influenciado por diversos fatores macroeconômicos, como o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), a renda per capita, taxa de juros e crescimento da população. Na opinião do diretor presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis, Angelo Frias Neto, os imóveis ainda se mantêm como um bom investimento, não importando se o período é de estagnação ou crescimento.

Frias Neto disse que por ser um bem físico, palpável, visível e durável, o imóvel não corre o risco de sofrer alterações ou congelamentos como outros tipos de investimentos. “Em tempos de instabilidade, o setor imobiliário se torna um porto seguro”, afirmou.

Especialistas do setor apontam que em 2015 será um ano bom para fechar negócio. Para Frias Neto, essa avaliação está atrelada ao fato do mercado estar com menos demanda, abrindo mais espaço para negociação, tanto para imóveis novos quanto para usados. “Se a economia ou o mercado têm dúvidas, a Frias Neto continua desafiando e vencendo todas elas há mais de 25 anos. Nosso trabalho vai além da estrutura física ou das mais de 5.000 ofertas de imóveis”, relatou.

Segundo o empresário, a Frias Neto investe, prioritariamente, em capital humano, preparando os colaboradores para atender as necessidades de cada cliente, de cada família, seja para investimento ou para uso próprio.

“As pessoas continuam casando, separando, saindo de casa para morar sozinhas, buscando casas maiores, comprando imóveis. A demanda potencial é enorme, há financiamento barato, farto e facilitado. Só em 2014, o financiamento imobiliário atingiu a marca recorde de 9,7% do PIB”, disse.

Frias Neto também informou que a Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança), entidade que apresenta os agentes financeiros privados, estima que as operações de crédito imobiliário devem crescer 5% em 2015.

Texto: Stefanie Archilli
Foto: Divulgação
*Matéria publicada no Jornal de Piracicaba, dia 28 de março de 2015.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: