Skip to main content

Timboril é o pioneiro da Lindenberg para reúso de água

22-03-2015 NP_Classificados Imeis 001 a 019 - Pag¥(1 a 19¥)

 

O Lindenberg Timboril é o primeiro empreendimento da Construtora Adolpho Lindenberg a ser projetado e entregue proprietários com sistema de captação de águas pluviais. Instalado nas três torres do condomínio (Timbó, Pacará e Tambori), a capacidade de armazenamento total é de 54 mil litros. O volume será utilizado estritamente para limpeza de áreas comuns e rega dos jardins.

Segundo o coordenador de projetos da construtora, arquiteto Otávio Maringoni, a torre Tambori captará até 18 mil litros; Pacará, 21 mil; e Timbó, 15 mil litros de água. O sistema de reaproveitamento de água da chuva do empreendimento funciona separadamente em cada uma das torres. “Com toda certeza esta é uma tendência muito forte na construção civil. O reúso de águas pluviais é imitente diante de tamanha escassez do recurso hídrico”, disse.

A água tratada pelo sistema local será utilizada para alimentar as torneiras de lavagem e irrigação manual na região da implantação térrea de cada torre. As torneiras que recebem a água de reúso terão dispositivos de segurança (cadeado e placas de aviso), pois a filtragem realizada in loco não confere potabilidade para o consumo humano.

A captação se dá na cobertura de cada torre (lajes sem uso, sem máquinas e sem contato humano) – para este tipo de reúso é utilizada somente água pluvial limpa. A água coletada desce, por gravidade, para reservatórios e segue para as estações de tratamento, localizadas no mezanino de cada torre.

O sistema de filtragem inicia o processo com o bombeamento de água para um filtro de polipropileno, que remove partículas em suspensão. O curso segue com uma segunda passagem, desta vez pelo filtro de carvão ativado, importante para remoção de matéria orgânica e micro-organismos. Uma terceira limpeza acontece com o filtro de polipropileno expandido para retenção de carvão e um último polimento de partículas.

Na segunda etapa do processo a água já filtrada passa por uma câmera com luz ultravioleta para sua esterilização e em seguida é clorada. A água é então direcionada para os reservatórios das três torres do Timboril.

Futura moradora do Timboril, a empresária e fotógrafa Mônica Corazza aprova s implementação do sistema de reúso. “É maravilhoso saber que poderemos contar com esse recurso e foi isso que me motivou a ser uma futura moradora do local. A preocupação com o ambiente me toca profundamente antes mesmo da atual crise hídrica pela qual passamos.”

O TRIO By Lindenberg, mix used da marca que está em fase inicial das obras, também terá sistema semelhante ao do Timboril para captação e uso de águas pluviais. A iniciativa da Construtora Adolpho Lindenberg para ambos os empreendimentos, em Piracicaba, foi viabilizada pelas dimensões dos terrenos – é necessário amplo espaço porque o sistema para reúso demanda um projeto e instalações de grande porte.

TIMBORIL – Primeiro investimento da Construtora Adolpho Lindenberg em Piracicaba, o Lindenberg Timboril é um empreendimento de altíssimo padrão, construído em uma área de 7.000 metros quadrados, no espaço mais nobre do bairro Nova Piracicaba. Serão três torres, com apartamentos de 213, 278 e 365 metros quadrados, mais de 30 itens de lazer, paisagismo assinado por Benedito Abbud e áreas comuns com projeto de decoração do conceituado escritório paulistano de arquitetura DP Barros.

Com 125 apartamentos, o Lindenberg Timboril será entregue este ano e ainda tem unidades disponíveis para comercialização.

*Matéria publicada no Jornal de Piracicaba, dia 23 de março de 2015.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: