Skip to main content

Locações crescem 25% no primeiro bimestre

Nos dois primeiros meses de 2016, a Frias Neto Consultoria de Imóveis registrou um aumento de 25% nas locações, em relação ao mesmo período do ano passado. O curioso é que, do total apurado pelo Departamento de Inteligência de Mercado da empresa, 60% das locações foram para atender clientes de outras cidades.
“O que chamou muito a nossa atenção este ano foi a grande quantidade de pessoas de fora de Piracicaba procurando imóveis para alugar. Do total de locações residenciais, 57% foram para famílias que estão chegando à cidade para trabalhar ou escolheram Piracicaba para viver”, informa o diretor-presidente da Frias Neto, Angelo Frias Neto. Com relação às locações comerciais, ele lembra que, tradicionalmente, elas aumentam a partir do mês de março.
Na opinião de Angelo Frias Neto – que é diretor estadual do Secovi (Sindicato Patronal da Habitação) -, a rápida efetivação dos negócios tem a ver com o volume de imóveis para alugar disponíveis na Frias Neto, mas também com o preparo de todo o time de atendimento, que não mede esforços nessa missão.
“Temos centenas de opções de casas para alugar em Piracicaba, com 1, 2, 3 ou mais dormitórios, bem localizadas, inclusive casas em condomínios com variadas opções de lazer, além de apartamentos para alugar em Piracicaba, ideais para quem não dispensa o conforto e a segurança e não abre mão de opções de lazer”, informa.
Soraya Baroni veio de Goiânia com os filhos e o marido, que está trabalhando em uma empresa na cidade de Rio das Pedras, e confirma essa avaliação. Ela destaca a rapidez no processo de locação da casa, que escolheu em condomínio em Piracicaba, e elogia a atenção recebida da corretora que a atendeu durante o processo. “Esse atendimento tão especial foi muito importante para o sucesso do negócio”, diz.
ECONOMIA – Na opinião de Angelo, o movimento de locações residenciais é influenciado por questões que até se sobrepõem ao momento delicado vivido pela economia e pela política no Brasil, sendo o principal deles o fato de o setor ser classificado como de necessidade básica. Da mesma forma que você precisa comer ou vestir, você precisa morar e precisa disso com urgência quando surgem perspectivas, como a de um novo emprego ou uma transferência. Além disso, ele lembra do potencial garantido pelas grandes empresas instaladas na cidade e em toda a região.
“A Mercedes Benz, localizada em Iracemápolis, a apenas 18 quilômetros de Piracicaba, acaba de inaugurar sua unidade. A Delphi está transferindo a unidade de produção de Cabreúva para Piracicaba e, em razão do aumento das exportações, a Caterpillar teve normalizada sua produção diária em março”, informa.
Frias Neto também lembra que a Hyundai, instalada na cidade, é uma das poucas montadoras que manteve os três turnos de trabalho e que a Cosan – que tem sede em Piracicaba – continua sua escalada de investimentos e desenvolvimento, atraindo vários profissionais para a cidade.

Captura de Tela 2016-03-30 às 10.18.41

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: