Skip to main content

Imóveis novos de dois dormitórios custam até R$ 279 mil

24-05-2015 ClassPB Domingo 001 a 020 - Pag(1 a 20)2405.qxd

 

Estudo do Mercado Imobiliário de Piracicaba feito pelo Secovi (Sindicato da Habitação) aponta que a maioria dos imóveis novos comprados na cidade, entre abril de 2012 e março de 2015, tem dois dormitórios e custou entre R$ 160 mil e R$ 279 mil.

Segundo o estudo, a média do preço total de imóveis residenciais com dois dormitórios tradicional é R$ 279.911 e de dois dormitórios econômico, R$ 160.370. “Os imóveis mais vendidos são os de dois dormitórios econômicos, porque se enquadram no programa federal Minha Casa, Minha Vida”, afirmou o conselheiro representante de Piracicaba na regional do Secovi em Campinas, Angelo Frias Neto.

De acordo com Frias Neto, imóveis com valores inferiores a R$ 190 mil enquadram-se no programa, porém há discussões para o aumento do valor-limite. “Os preços de terrenos, materiais de construção e mão de obra estão aumentando e as construtoras não vão conseguir oferecer mais imóveis dentro do valor estabelecido pelo Minha Casa, Minha Vida. Estamos pleiteando junto ao ministro de Cidades, Gilberto Kassab, para que a fase 3 do programa amplie a faixa de preço”, disse.

Nos últimos 36 meses foram lançados 7.901 imóveis na cidade, sendo 500 casas e 7.401 apartamentos (94%).

Desse total foram comercializados 6.208 unidades, a maioria (77%) são imóveis de dois dormitórios – 65% econômico e 12% tradicional.

Os imóveis convencionais de três dormitórios vieram na sequência, com 797 unidades (13%), com valores médios de R$ 481.572.

Imóveis de um dormitório (461) – 4% tradicional e 3% econômico – custam, em média, R$ 378.728 e R$ 153.660, respectivamente.

Os de quatro dormitórios correspondem a menor fatia de mercado, 206 (3%) unidades vendidas ao preço médio de R$ 1.896.043. “Os valores aplicados em Piracicaba são semelhantes aos praticados em cidades de mesmo porte, como Bauru e São José do Rio Preto. Cidades maiores, como Campinas, têm preços mais altos”, disse Frias Neto.

ÁREA – Conforme o estudo, a média de área útil dos imóveis de dois dormitórios é de 63,6 metros quadrados (convencional) e 49,4 (econômico). Imóveis de um dormitório têm entre 57,4 (convencional) e 45 (econômico) metros quadrados. Já os imóveis de três dormitórios têm 90,9 metros quadrados e, por outro lado, os de quatro têm 270,2 metros quadrados.

Texto: Stefanie Archilli
Foto: Isabela Borghese/JP
*Matéria publicada no Jornal de Piracicaba, dia 24 de maio de 2015.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: