Skip to main content

No outro lado do mundo

 

business Frias Neto
A busca permanente inovação, pela profissionalização do setor, pela excelência no atendimento e aprofundamento sobre as tendências, que vão orientar o mercado de todo o planeta nos próximos anos, levaram o empresário Angelo Frias Neto, diretor-presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis, ao outro lado do mundo.

Entre os dias 24 e 29 de maio, ele esteve em Taiwan, na cidade de Taichung, a terceira maior da China, com 2,5 milhões de habitantes, onde participou do 64º Congresso Mundial da FIABCI (Federação Internacional das Profissões Imobiliárias). Neste ano, o evento discutiu um tema fundamental quando se pensa em mercado imobiliário e habitacional: a inovação no desenvolvimento sustentável.

Segundo Angelo, a oportunidade de conhecer as diferenças nos padrões de desenvolvimento e políticas públicas, além de compreender melhor as perspectivas e tendências para o progresso imobiliário na Ásia, foram balizadores para o entendimento das tendências em todo o mundo.

Mais de 1.100 líderes da indústria imobiliária mundial – 400 brasileiros – tiveram a oportunidade de debater essas inovações, nos âmbitos da construção civil e do mercado imobiliário, por meio de uma grade de temas e palestrantes de primeira grandeza, e dividir experiências para ampliar seu conhecimento.

Angelo Frias Neto, que é diretor do Secovi (Sindicato de Habitação do Estado de São Paulo) e participou pela quarta vez desse congresso mundial, diz que todos os debates remeteram para a urgência no atendimento das necessidades da geração atual, com a preocupação de não comprometer a qualidade de vida das futuras gerações. “Um dos maiores desafios para a sustentabilidade está, justamente, no rápido desenvolvimento das cidades, uma vez que o crescimento populacional que se projeta – com 75% de toda a população mundial nas cidades em 2100 – vai acarretar o aumento do consumo e todos os impactos que advêm dessa realidade”, analisa.

Nesse contexto, o empresário compartilha análises apresentadas no congresso, que vão orientar o rumo desses mercados nos próximos anos, como a preocupação de empresários de todo o mundo no que diz respeito a projetos, legislação, na sustentabilidade e, principalmente, na preservação de nossa existência no planeta. “Ao mesmo tempo, de buscar projetos que impactem menos o meio ambiente e o ser humano”.

Segundo Angelo Frias Neto, um dos destaques das discussões sobre sustentabilidade ficou por conta da palestra do renomado arquiteto japonês Toyo Ito, Prêmio Pritzker 2013 (O Oscar da arquitetura mundial), que pratica uma arquitetura humanista, orgânica e integrada à natureza.

Ao tratar de uma nova arquitetura em parâmetros mundiais, Ito falou da sustentabilidade como um propulsor da inovação na nova arquitetura. O arquiteto disse, por exemplo, que 80% de todo o consumo de energia do mundo é realizado da área urbana, sugerindo que modernas urbanizações devem procurar utilizar modernas tecnologias para minimizar esses problemas.

Outra abordagem que chamou a atenção de Angelo foi feita pelo diretor de Inovação da PwC (PrincewaterhouserCoopers), fundador do InnovationLabs LLC, Langdon Morris, que vê a urbanização como um profundo ‘driver’ de mudanças e analisando demografia, desenvolvimento, digitalização e projetos, prevê que o futuro das mudanças envolverá soluções digitais para redução do consumo de energia: “Como a tecnologia digital está dominando o mundo, ele acredita que a população está entrando em sua terceira fase, na qual a economia será dominada pela energia cara e o conhecimento e não pelo comércio de matéria-prima”.

Trazendo as questões debatidas para o mercado brasileiro, em especial o da região de Piracicaba, onde a Frias Neto Consultoria de Imóveis opera há quase 25 anos, Angelo Frias Neto informa que cada vez mais os empreendedores agregam aos projetos quesitos alinhados com as políticas de sustentabilidade, oq eu inclui economia de energia, de água, e uma interação mais saudável entre o ser humano, o projeto e a natureza.

Para ilustrar tudo o que discutira, nos dias do congresso, os participantes visitaram projetos sustentáveis em Hong Kong, Taiwan, Coréia do Sul, Abu Dhabi e Dubai, experiência enriquecedora e surpreendente, segundo o empresário, especialmente nas localidades em que áreas urbanas degradadas foram revitalizadas.

A participação no congresso teve este ano um fator extra, segundo Angelo, que deve impactar positivamente no mercado imobiliário do Brasil: a posse do brasileiro Flávio Gonzaga Bellegarde Nunes como presidente mundial da FIABCI, para a gestão 2013 – 2014. Essa presença deve favorecer o fluxo de informações sobre o setor em nosso país. “E como informação é, hoje em dia, a moeda mais valiosa, temos a chance de fazer nosso mercado evoluir e se preparar para tantos desafios, especialmente para o aumento do volume estimado de pessoas que terão como domicílios as cidades e que vão precisar de moradia e estrutura para viver”, avalia.

A FIABCI, realizadoras desse grande congresso, é uma rede mundial que reúne todas as profissões do mercado imobiliário em 60 países, com 1,5 milhões de membros, e representação na ONU (Organização das Nações Unidas). O próximo encontro, em 2014, acontece em Luxemburgo.

 

Serviço
Loja Cidade Jardim
Avenida dos Operários, 587, Cidade Jardim – Piracicaba/SP
(19) 3372.5000

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: