Skip to main content

Secovi/SP divulga balanço positivo

Investimento no mercado imobiliário foi de R$ 2,2 bilhões e 5.300 unidades foram vendidas

Imagem Por Carolina Gavioli | Jornal de Piracicaba

Estudo realizado pelo Secovi-SP e pela Robert Michel Zarif Assessoria Econômica mostrou que nos últimos 36 meses Piracicaba lançou 6.283 novos apartamentos, que representa R$ 2,2 bilhões em investimentos na cidade. O número pode ser considerado alto se compararmos com Campinas, que tem população três vezes maior que Piracicaba e lançou 7.031 apartamentos no mesmo período.

Do total de lançamentos, 5.300 unidades foram vendidas, e atualmente a cidade tem estoque de 983 apartamentos disponíveis para venda.

Os preços dos apartamentos vendidos na cidade nos últimos três anos variaram entre R$ 140,6 mil (para dois quarto sem condomínio popular) até R$1,6 milhão(quatro dormitórios), apontou o estudo.

Segundo o vice-presidente do Interior do Secovi-SP, Flávio Amary, Piracicaba está acompanhando as tendências das demais cidades do interior. “A maior participação, tanto em vendas como em lançamentos, são os imóveis considerados econômicos (Minha Casa, Minha Vida), com dois dormitórios e valores estimados em até R$ 145 mil”. Foram 2.897unidades lançadas e 2.581 unidades comercializadas nos últimos três anos. “Os números mostram a forte influência do Programa Minha Casa, Minha Vida. O benefício concedido pelo governo federal também foi o grande responsável pelo impulso nas vendas dessa faixa do mercado em diferentes cidades do interior”, explicou Amary.

Os imóveis com dois dormitórios do programa Minha Casa, Minha Vida representaram 48,7% nas vendas do total. Já os imóveis de dois dormitórios acima de R$145 mil, tiveram participação de 20,3%. Os modelos com três dormitórios tiveram participação de 18,3%, enquanto as unidades de quatro e 1 dormitórios (do Minha Casa, Minha Vida) tiveram desempenho de 4,9% e 3,0%, respectivamente.

Amary destaca as ofertas de apartamentos com quatro dormitórios. “Esse tipo de apartamento mostra que o PIB per capita (Produto Interno Bruto) da cidade é alto, pois diferente de outras cidades da região, os apartamentos com quatro dormitórios representam grande percentual no estudo”.

A oferta de apartamentos com1 dormitório também chamaram a atenção de Amary. “Acredito que esse percentual, que podemos considerar alto comparando com outras cidades, mostra a grande concentração de estudantes que temos em Piracicaba, que são atraídos de outras cidades pelas universidades daqui”.

Para o conselheiro representante de Piracicaba na Regional do Secovi em Campinas e presidente da Acipi, Angelo Frias Neto, a região apresenta crescimento expressivo para o setor. “Nossa região apresenta desenvolvimento pontual. A pesquisa nos traz um panorama amplo e indica que o mercado de Piracicaba acompanha as demais regiões e o restante do país com desenvoltura”. Frias Neto disse que a pesquisa será realizada anualmente para trazer um panorama geral do setor.

MERCADO IMOBILIÁRIO

A concentração de 64% do PIB no interior, incluindo cidades no entorno da Capital (Região Metropolitana), além do litoral do estado de São Paulo, é um dos principais impulsionadores para o mercado imobiliário nessas regiões. Por consequência disso, o cenário tem atraído investidores em cidades com forte potencial de desenvolvimento econômico.

Jornal de Piracicaba | 25.04.2013

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: