Skip to main content

Setor imobiliário entra fortalecido em 2015

11-01-2015 ClassPB Domingo 001 a 019 - Pag(1 a 19)1101.qxd

O setor imobiliário de Piracicaba saiu fortalecido de um 2014 que tinha muitos prognósticos negativos. Os novos empreendimentos mantiveram seus cronogramas de lançamentos e o desempenho na compra e aluguel de imóveis ficou dentro do esperado. Para este ano, as imobiliárias apostam na oferta de imóveis para quem sonha em ter a casa própria.

O presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis, Angelo Frias Neto, afirmou que diante de um cenário de incertezas na economia do ano passado, o setor imobiliário manteve a oferta de imóveis. “Tivemos ofertas interessantes em loteamentos fechados e em apartamentos como de dois e três dormitórios com duas vagas. Outros projetos que também receberam atenção no ano passado foram os galpões logísticos, uma opção de modernização para armazenagem de pequenas indústrias, e as salas comerciais com projeto atual”, relatou.

O proprietário da Marth Consultoria Imobiliária, Sidney Marth, também fez uma boa avaliação de 2014. “Tudo indicava que o ano de 2014 não seria fácil para o mercado imobiliário devido a Copa do Mundo, eleições. Felizmente, o ano foi encerrado de forma bastante positiva”, afirmou.

O setor foi impulsionado por muitos lançamentos para o programa federal Minha Casa, Minha Vida, além de loteamentos e uma variedade de apartamentos de um, dois e três dormitórios. “Os lançamentos continuaram e foram impulsionados pelo ‘Minha Casa’, que deu uma energia maior ao mercado. Além disso, a própria conjuntura econômica, com manutenção de renda, manteve o interesse da população que quer o imóvel próprio e teve boas opções de lançamentos no ano passado”, informou Frias Neto.

E diante desse desempenho em 2014, o que esperar para este ano? Marth e Frias Neto têm suas projeções “A tendência é de melhora. Todos os pilares e os fatores que mantêm e dão sustentabilidade para o mercado permanecem inalterados, tais como, crédito, juros baixos, Minha Casa, Minha Vida, tudo isso aliado ao desejo e a importância das famílias, dos brasileiros que adquirirem seu imóvel”, disse Marth.

“Apesar da percepção generalizada de que a economia nacional está ruim, os fundamentos que cercam o mercado imobiliário continuam firmes e fortes. Pessoas na faixa dos 20 a 35 anos se transformam em proprietários de imóveis, distribuição etária da população, aumento dos casamentos, alto índice de emprego e renda, ascensão social e continuidade da facilidade de crédito para o financiamento imobiliário, são aspectos que geram novas demandas”, afirmou Frias Neto.

Ele informou que Piracicaba possui uma demanda forte por imóveis. “Se considerarmos que 46% da população economicamente ativa em Piracicaba tem entre 20 e 54 anos, e que mais de 50% das vendas de imóveis financiados são para a primeira moradia de pessoas com até 35 anos, podemos concluir que o horizonte para o setor é promissor”, disse.

OFERTA – Frias Neto afirmou que a oferta imobiliária atual é mais favorável ao público que no ano passado e permite maior poder de escolha tanto em imóveis residenciais, quanto industriais e comerciais.

“Piracicaba está preparada para oferecer projetos que atendem os mais variados perfis, todos os públicos, tanto para quem busca facilidade de locomoção, ou até a possibilidade de promover melhor qualidade de vida à família”, relatou.

E com relação a liberdade de crédito para o financiamento de imóveis, Frias Neto informou que, de acordo com a Caixa Econômica Federal, a expectativa é de crescimento de 14% a 15% nos empréstimos. “Em entrevista recente, o gerente regional da Caixa disse que, mesmo com o atual aumento na taxa de juros e o possível ritmo lento da economia, não deve haver mudanças nas condições de crédito da instituição. Sem esquecermos que a concorrência entre as instituições financeiras pelo crédito imobiliário favorece ao público que quer adquirir imóveis”, afirmou.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: