Skip to main content

Caterpillar investe US$ 17 mi para produção de duas novas máquinas

JPA030315-011P.indd

 

A Caterpillar apresentou, em evento na manhã de ontem, duas novas máquinas que passam a ser produzidas na fábrica de Piracicaba. A escavadeira hidráulica 318D2 L e o trator de esteiras D6K2, até então importados, tiveram as primeiras unidades fabricadas nas últimas semanas e já estão disponíveis no mercado. O investimento pela produção das máquinas girou em torno de US$ 17 milhões.

Nacionalização dos equipamentos trará mais vantagens ao consumidor, que poderá adquiri-los com com utilização do Finame – programa de financiamento de máquinas feito pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) – além de garantir um menor custo de manutenção e operação do equipamento.

As máquinas, mais modernas, garantem ainda mais economia de combustível, melhoria de produtividade, ganhos de desempenho e mais robustez comparada às versões anteriores. Com produção local, o preço de venda para o consumidor deve ser ligeiramente mais baixo do que as versões importadas, informou o presidente da Caterpillar Brasil, Odair Renosto.

O início da fabricação das duas novas máquinas em Piracicaba também auxiliará a unidade, que teve redução no nível de produção de outros equipamentos devido à situação econômica do país. A capacidade produtiva da indústria quanto aos novos equipamentos não foi divulgada pela empresa, que reforçou estar preparada para atender à demanda de mercado.

“O lançamento desses produtos vai nos ajudar a administrar a redução que estamos tendo em outros modelos. Eram máquinas importadas e que vamos produzir localmente, com Finame e, com isso, vamos manter a mão-de-obra”, afirmou Renosto.

Segundo ele, nos últimos quatro anos, o grupo investiu mais de R$ 400 milhões no país. A produção local da escavadeira requereu investimentos de US$ 12 milhões e, para fabricação do novo trator de esteiras, foram mais de US$ 5 milhões empregados pela companhia em Piracicaba.

Renosto destaca que a decisão de iniciar a produção local das máquinas leva em consideração a demanda pelo equipamento e a capacidade de atingir o índice de nacionalização  exigida para o Finame, que prevê que 60% das peças utilizadas na construção do modelo sejam produzidas no país. “Estes dois fatores são primordiais. Se não houver demanda, acaba não havendo atratividade para nacionalizar o produto”, disse.

MODELOS – O trator de esteiras D6K2 é uma evolução do D6K, modelo de sucesso da Caterpillar em todo o mundo. A nova máquina, que foi lançada no ano passado na França e agora passa a ser produzida em Piracicaba, oferecerá até 18% mais economia de combustível com relação à antecessora , além de 8% mais produtividade. Também é o primeiro trator do mercado a trazer o recurso eletrônico de controle de lâmina estável, informou o especialista do produto e aplicação da CAT, João Zalla.

Já a escavadeira 318D2L é uma atualização da conhecida escavadeira hidráulica CAT315DL, mantendo o mesmo peso de operação (17,2 tonaledas). O novo modelo também oferece uma redução média de 4% no consumo de combustível com relação à versão anterior, alcançando 15% se operada no modo econômico.

A máquina é a única no mercado com memória para dez diferentes configurações de ferramentas , além de poder ser equipada com acessórios para trabalhos com ferramentas estatísticas e hidráulicas, e ser preparada para sistemas de precisão via GPS, por exemplo, reforçou o especialista do produto e aplicação da CAT, Maurício Briones.

 

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: