Skip to main content

Renovando o prazer de vender

Na coluna da Fiabci/Brasil publicada hoje, no jornal O Estado de São Paulo, o ex-presidente e membro da Fiabci/Brasil, atual vice-presidente de Comercialização e Marketing do Secovi-SP e presidente do Conselho da Fernandez Mera Negócios Imobiliários, Elbio Fernandez Mera, discorre sobre o aumento expressivo do consumo da população, frente a satisfação de seus desejos pessoais, ligados à família, saúde e moradia.

Um ótimo artigo que induz a reflexão desse novo cenário que vivemos, o qual a nova classe média vive com mais qualidade, consumindo mais e gerando uma maior renda.

Confiram: 

“Na visão de especialistas, o Brasil é uma das poucas economias que possui condições de sustentar uma taxa expressiva de crescimento superior a 3% nos próximos anos. O futuro promissor do País ganha ainda mais fôlego ao analisarmos a relação entre o aumento do consumo de 7,5% ao ano e a felicidade da população. Hoje em dia, as pessoas têm investido fortemente na satisfação de seus desejos pessoais, ligados à família, saúde e moradia.

Somente entre os anos de 2003 e 2012, a taxa real de aumento da renda familiar brasileira foi de 1,8% ao ano acima do PIB. Além das significativas quedas da taxa de desemprego, o mercado assiste à constante melhoria da qualificação profissional, com a ativa participação das empresas nesse esforço. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplica da (IPEA), a taxa média de desemprego passou de 8,3% no primeiro semestre de 2008 para 6% nesse ano.

Nesse cenário, a nova classe média está vivendo melhor, consumindo mais e gerando uma maior renda. Números indicam, inclusive, que essa fatia da população já é dominante do ponto de vista econômico. Hoje, 53% da população brasileira (104 milhões de pessoas) pertence à nova classe, que, com contas em banco, reajustes de salários e aumento do emprego, já pode comprar sua primeira casa própria e o carro zero.

A queda das taxas de juros é outro indicativo dos bons atrativos para o setor imobiliário. Com a Selic menor, as taxas para financiamento diminuíram, o que levou muitos investidores a sair da renda fixa e buscar o investimento em imóveis. A compra de unidades comerciais e residenciais traz hoje grande rentabilidade, por meio da renda gerada com aluguel mais valorização patrimonial, formando uma aposentadoria paralela complementar. Cabe destacar ainda que cada 1 ponto percentual de diminuição dos juros representa 10% de redução no valor da prestação do imóvel, o que faz com que milhares de compradores potenciais ingressem no mercado.

Só a cidade de São Paulo, por exemplo, teve aumento de 2,6% nas vendas de imóveis no primeiro semestre de 2012, quando com parado ao mesmo período de 2011. Foram comercializadas 11.981 unidades de janeiro a junho desse ano, contra 11.680 do mesmo período do ano anterior. Em relação aos lançamentos, houve uma diminuição de 14.112 unidades lançadas no primeiro semestre de 2011 para 8.862 em 2012. Caso o mercado tivesse gerado o mesmo número de novos empreendimentos nesse ano, não há dúvidas de que um número maior de consumidores teria sido incentivado a adquirir um imóvel.

Para muitos brasileiros, a compra de uma casa ou apartamento representa o primeiro passo para a melhoria da qualidade de vida. A felicidade e satisfação proporcionada pela aquisição de um imóvel colaboram para o sentimento de segurança, conforto e proteção à família, tão necessários para que as pessoas continuem a investir no seu futuro e, consequentemente, no desenvolvimento do País. Não é demais lembrar que diante das expectativas de crescimento econômico, queda das taxas de juros e melhoria da oferta de financiamentos, a relação com a casa própria continuará em alta, estimulando ainda mais o fortalecimento do mercado imobiliário brasileiro.

Com isso, incorporadoras, construtoras, corretoras e os demais agentes do setor têm a importante missão de continuar a renovar o prazer de vender. Sem dúvidas, o apoio da Fiabci/Brasil e do Secovi-SP, por meio de palestras e informações atualizadas do mercado nacional e mundial, será fundamental para o sucesso dessa empreitada.


*Elbio Fernández Mera é expresidente e membro da Fiabci/Brasil, vice-presidente de Comercialização e Marketing do Secovi-SP e presidente do Conselho da Fernandez Mera Ne gócios Imobiliários

Baixe o artigo em PDF: FIABCI Brasil

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: